Thumbnail

Gastão Vidigal recebe a visita do famoso ciclista “Neguinho do Asfalto”

Na segunda-feira, dia 14 de março, o ciclista romeiro Antônio Rogério do Nascimento, popularmente conhecido como "Neguinho do Asfalto" chegou em Gastão Vidigal. Foi recepcionado na prefeitura pelo prefeito Sebastião Felisberto Fernandes e, também foi recebido na Câmara Municipal.

"Neguinho" ficou hospedado no hotel da cidade onde recebeu a visita de 3 integrantes do grupo de ciclismo amigos que pedalam da localidade e da amiga Sabrina Marquezi (esposa de caminhoneiro) que o conheceu pelas estradas do Brasil.

Foi através de conversas por aplicativo com a amiga que 'Neguinho' resolveu vir até Gastão Vidigal novamente. Antônio já esteve em Gastão Vidigal há cerca de 22 anos.

Sua viagem começou no dia 1° de fevereiro de 1991 e só terá fim em fevereiro de 2025, no Canadá.

Tudo partiu de uma promessa. Se voltasse a enxergar e recuperasse os movimentos, passaria os próximos 30 anos pedalando. Foi assim que no dia 1° de fevereiro de 1991, Antônio Rogério do Nascimento começou uma promessa que só terá fim em fevereiro de 2025 no Canadá (no total serão 34 anos porque teve que interromper suas “andanças”, após um acidente).

'Neguinho do Asfalto', como ficou conhecido, perdeu a mãe quando nasceu e, há pouco tempo, o pai. Segundo Rogério do Nascimento, quando menino, sofria de doenças como cegueira, paralisia e deficiências nos pulmões e nos rins.

O garoto prometeu a Nossa Senhora Aparecida que, se se voltasse a andar e a enxergar, passaria os próximos 30 anos pedalando. E assim foi. Ou melhor, está sendo.

O ciclista conta que já passou por todos os estados do Brasil e por outros 25 países. Para algumas viagens no exterior, ele busca apoio do Consulado do Brasil, mas revela que nem sempre tem sucesso na busca.

- Vou na 'cara-de-pau' e peço ajuda, mas nem sempre dá certo.

Pelas contas do 'ciclista-pagador-de-promessas', já percorreu quase 900 mil quilômetros.

- Já gastei 332 pneus, 210 pares de câmaras de ar e 110 pares de tênis, fora que essa é a terceira bicicleta - explicou.

Neguinho do Asfalto pedala cerca de 15 horas por dia.

A bicicleta carrega todos os utensílios necessários para a longa jornada. Nela, vão garrafas de água, roupas, barraca, mantimentos conseguidos por doações e algumas lembranças guardadas durante a viagem. 'Neguinho do Asfalto' não tem patrocínio ou outros recursos. Ele afirma que conta com a ajuda de prefeituras, populares e caminhoneiros, ao longo do percurso.

“Posso dizer que 99,9% da ajuda que eu recebo são dos caminhoneiros. Eles dão R$ 2, R$ 5, R$ 10 e a gente completa a refeição do dia. Nos postos de combustível eu também consigo muita coisa”, pontuou.

O peregrino percorre cerca de 150 km por dia, pedala a uma média de 35 km/h.

Neguinho quer escrever um livro, quando cumprir a promessa descrevendo todos os lugares por onde passou.

Dificuldades na Argentina

Quando passou pela Argentina, Neguinho encarou a maior dificuldade da viagem, até agora. Ele conta que foi vítima de preconceito, teve a bicicleta roubada e que, só com a ajuda da população, conseguiu recursos para comprar outra.

“Queimaram a bandeira do Brasil, amarraram as minhas mãos e pés e me obrigaram a beber uma garrafa de óleo queimado, o que me obrigou a fazer uma cirurgia. Ainda disseram que lugar de 'macaquito' é no Brasil”, relembrou.

Escritas

Ele escreveu mais de 18 cadernos sobre suas peregrinações.

“Escrevo como se fosse um diário e, no final, quero transformar tudo em um livro. Vai se chamar 'A vida de um andarilho',” concluiu.

De Gastão 'Neguinho' foi para São José do Rio Preto -SP.

E que venha o Canadá!

Vídeos

Contatos

  • Rua Vereador Gonçalves Ferreira, 582

    Gastão Vidigal - SP
  • Telefone:(17) 3848-1266
    camara@camaragastaovidigal.sp.gov.br